fbpx

Seja nosso Cliente

SOLICITE CONTATO

Planejamento Tributário para Pagar Menos Impostos, Como Fazer?

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter

Planejamento Tributário para Pagar Menos Impostos, Como Fazer? Infelizmente no Brasil a carga tributária, principalmente para as empresas, é bem alta. Deste modo, acertar no regime tributário mais adequado bem como realizar um planejamento é fundamental para que a sua empresa não venha a pagar mais do que deve ou fique sem pagar os impostos devidos.

O sistema tributário nacional é bastante complexo e talvez por motivo gere tantas dúvidas na maioria dos empreendedores. Estes, preocupados com o presente e o futuro do seu negócio, passar a ter a necessidade de conhecer mais sobre as leis e os impostos vigentes e exigidos no país.

Neste artigo vamos falar mais sobre regimes tributários, como economizar ao pagar seus impostos e principalmente o que é e como fazer um planejamento tributário adequado, pois o pagamento de impostos é necessário, mas não devem atrapalhar o sucesso do seu negócio. Confira.

Conheça os Tributos Considerados Obrigatórios

É preciso sinalizar que, mesmo sendo tributos obrigatórios, ainda assim, há a possibilidade de redução dos seus valores. Confira quais são estes impostos:

  • ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços;
  • IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica;
  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados; 
  • ISS – Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza;
  • CSLL – Contribuição Social sobre o Lucro;
  • COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (aqui inclui-se os encargos previdenciários).

Os 3 Principais Regimes Tributários

Atualmente, em nosso país, existem 3 tipos de Regime Tributário: Lucro Real, Lucro Presumido e o Simples Nacional. Confira suas principais diferenças: 

  1. Simples Nacional: é um regime tributário considerado simplificado e muito utilizado pela maioria das empresas, principalmente as micro e pequenas. Ele é considerado simplificado porque une 8 diferentes impostos (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, COFINS, IPI, ICMS, ISS e CPP) em um único tributo. 

Para aderir à este regime tributário, o faturamento anual da empresa não poderá ultrapassar os R$4,8 milhões.

  1. Lucro Presumido: como o próprio nome já indica, o Lucro Presumido tem por base a presunção do lucro da empresa, considerando-se um período pré-determinado. Também é considerado um regime tributário simplificado onde os impostos cobrados serão apenas o IRPJ e a CSLL, sempre sobre o lucro líquido da empresa, calculado sobre a parcela pré-definida como lucro.

Para aderir a este regime tributário, o faturamento anual da empresa não poderá ultrapassar os R$78 milhões

  1. Lucro Real: basicamente, no Lucro Real, os impostos incidem sempre sobre o valor de lucro, e não do faturamento da empresa, sendo um regime mais apropriado para empresas que atuam com baixa margem lucro.

Ele é indicado principalmente para empresas do mercado financeiro ou qualquer outra que tenha uma receita bruta com valor superior a R$78 milhões.

O que é um Planejamento Tributário?

Podemos entender planejamento tributário como sendo uma importante ferramenta contábil que vai auxiliar o empreendedor a pagar seus impostos devidos e, ao mesmo tempo, encontrar formas para otimizar esta carga tributária, sempre considerando medidas legais. 

É importante, inclusive, que você conte sempre com a ajuda de um contador, porque este conhece bem todas formas de tributação bem como as melhores estratégias para minimizar os impactos destes impostos todos.

É preciso considerar que este tempo de planejamento tributário visa alcançar maiores chances de se obter resultados positivos. Como em outros setores e segmentos do seu negócio, como gestão de estoque, vendas, etc., que precisam de um planejamento prévio, com as questões fiscais faz-se a mesma coisa.

Porque este Planejamento Tributário é tão importante?

Não é só a questão de pagar menos impostos. O planejamento tributário vai proporcionar diversas vantagens em sua própria rotina de trabalho. Confira algumas destas vantagens:

  • Sua empresa legalizada: não dá para ter crescimento de uma empresa que esteja na ilegalidade uma vez que a mesma não irá conquista o respeito do mercado em que atua. O planejamento garante o correto pagamento de todos os impostos devidos: nada a mais, nada a menos.
  • Você paga apenas o imposto devido: o planejamento também visa exatamente isto, ou seja, você paga apenas os impostos que sua empresa precisa pagar, nada a mais. E como isto acontece?

Basta considerar que cada município e estado do Brasil possui suas próprias regras tributárias, regras estas que muitas vezes divergem de uma localidade para outra.

Assim, com o planejamento tributário, você vai aproveitar, por exemplo, isenções de impostos, caso elas existam, na região onde está localizada a sua empresa e desta forma reduzirá os valores retidos pelo fisco. 

Como Fazer um Planejamento Tributário

A primeira coisa que você precisa ter é um contador para lhe ajudar neste planejamento. Além de poder sanar suas principais dúvidas, ele ainda poderá indicar as melhores estratégias para sua empresa pagar menos impostos.

O planejamento tributário se baseia na análise e na aplicação direta de um conjunto de ações relacionadas todas ao empreendimento, à sua empresa. Para tanto, considera a atual situação da empresa e a compara com os regimes tributários existentes e permitidos por lei.

A partir daí, é possível encontrar a menor carga tributária existente. Ainda há de se considerar todas as elisões fiscais existentes, tomando-se o máximo de cuidado para não se aplicar quaisquer evasões ilícitas, o que colocaria a sua empresa como uma sonegadora fiscal. 

Para se fazer todas estas análises é preciso conhecer muito bem toda a legislação, pois só desta forma não acontecerão erros ou aplicação de regras que não estejam devidamente contidas na lei vigente. Por isso, novamente, é fundamental que este planejamento seja feito em conjunto com um contador.

O Contador Precisa ter a Ferramenta Certa para um Planejamento Tributário

Você contador já pensou em migrar seu escritório contábil para nuvem? Sabia que isto é possível através dos serviços de gestão para contadores da Conta Azul? Que tal realizar suas rotinas de atendimento, contábeis, fiscais e de folha de pagamento de forma automática e totalmente integrada ao financeiro dos seus clientes?

A Conta Azul se baseia em 3 pilares para ajudar você contador a crescer e organizar seu escritório contábil:

  1. Aumento de sua produtividade e organização;
  2. Encantar clientes e aumentar carteira;
  3. Ampliar conhecimentos com cursos online.

Se quiser saber mais de como a Conta Azul pode ajudar você, clique AQUI agora e transforme sua contabilidade. 

Compartilhar :

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter

Posts Recentes

Como Recuperar a Empresa com Contas?

O grande sonho de empreender pode muitas vezes se tornar um verdadeiro pesadelo quando as contas e as dívidas superam os lucros e sua empresa se vê no vermelho. Nestas horas é preciso parar e se organizar, buscar ideias e planejar muito para tirar sua empresa desta situação.

Ler mais »

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Open chat